icon1  icon3  linkedin


Notícias

  • Home
  • BLOG
  • Mostrando itens por marcador: parkinson

O Parkinson é uma doença degenerativa que geralmente instala-se de maneira lenta e apresenta diversos sintomas além do mais conhecido, que são os tremores nas mãos.

Por isso, para lhe ajudar, separamos informações importantes e os principais sinais da doença.

 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a doença de Parkinson atinge 1% da população mundial acima dos 65 anos.

E no Brasil, segundo o Ministério da Saúde, existem 200 mil pessoas que convivem com a doença.

A cura ainda não foi encontrada, mas existem experimentos sobre o tratamento com células tronco.

Para que você entenda melhor sobre a doença de Parkinson, continue lendo este post e você encontrará tópicos abaixo relacionados.

  • O que é a doença de Parkinson?
  • Causas da doença.
  • Tipos de Parkinson.
  • Principais sintomas.

Preparado? Entender sobre a doença pode ajudar familiares ou conhecidos que estão nessa situação. Vamos lá?

O que é a doença de Parkinson?

Citada pela primeira vez em 1817 pelo médico inglês James Parkinson, posteriormente sendo disseminada na literatura médica.

A doença de Parkinson é uma patologia neurológica crônica e progressiva que está relacionada com a diminuição da produção de dopamina.

A dopamina é um neurotransmissor que atua no envio de mensagens para partes do cérebro que controlam os movimentos e a coordenação motora.

Esse distúrbio nervoso ocorre geralmente na terceira idade, o que não significa que não existam casos precoces.

Causas da doença de Parkinson

A principal causa da doença é a diminuição da dopamina, pois sem sua atuação na região cerebral chamada de substância negra, há o comprometimento do controle motor.

As duas principais causas da doença, definidas por especialistas, são as que seguem.

Genética

É comum, quando um familiar possui uma mutação genética que desenvolve a doença, que ele transfira-a para seus descendentes. Não é definido, mas significa que existem chances.

O interessante é que existem exames capazes de detectar a possibilidade da transmissão hereditária da doença.

Ambiente

Uma pessoa também pode desenvolver Parkinson através do ambiente. Mesmo que seja menos comum, a exposição a toxinas e fatores ambientais pode provocar a doença.

Tipos de Parkinson

Muitas pessoas não sabem, mas além do Parkinson idiopático, que é o tipo clássico, existem outros tipos dessa doença.

Alguns deles são os aqui transcritos.

Demência com corpos de Lewy: atinge o funcionamento do cérebro, promovendo tremores, rigidez e alucinações.

Parkinson induzido por medicamento: algumas drogas podem bloquear o funcionamento da dopamina, provocando descontrole do sistema nervoso e sua forma de resposta.

Degeneração corticobasal: pode afetar processos mentais, personalidade e comportamento.

Parkinsonismo vascular: o caso é diagnosticado quando sintomas de derrame cerebral surgem espontaneamente, mas não progridem.

Tremor essencial: possivelmente hereditário, pode dispersar o tremor, que passa das mãos para a cabeça, pernas e tronco.

Atrofia de múltiplos sistemas: progressiva, a atrofia de múltiplos sistemas é originada da produção de uma proteína no cérebro, causando degeneração das células nervosas e desequilibrando funções.

Estas informações sobre os tipos de Parkinson foram extraídas do site Ativo Saúde. Você pode acessar, clicando AQUI para obter mais informações.

Principais sintomas

Os primeiros sintomas de Parkinson surgem gradativamente e geralmente são sutis, confundindo com sintomas clássicos de envelhecimento, passando despercebidos e dificultando o diagnóstico da doença.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, os sintomas de Parkinson não se limitam a tremores. Para lhe ajudar a identificar sintomas da doença, separamos cinco deles. Confira.

1. Perda olfativa

Esse sintoma é um dos iniciais da doença de Parkinson. Especula-se que cerca de 90% das pessoas que convivem com a doença não sentem cheiros e até mesmo têm alteração no paladar.

2. Noites inquietas

Devido aos remédios, dores no corpo e a ansiedade que essa doença desenvolve, é normal surgirem agitações durante o sono.

Os movimentos podem ser tão intensos, ao ponto de incomodar outra pessoa. É comum o indivíduo adormecer logo, porém acordar em seguida, comprometendo as horas cruciais de sono.

3. Voz baixa

Justamente pela doença afetar o movimento em diversos membros do corpo, atinge também a face, a garganta e a boca, fatores importantes para a fala.

Dessa maneira, com o tom e o timbre de voz afetados, a fala sai lentamente e mole, o que pode ocasionar isolamentos, com medo de exposição e constrangimento.

4. Hipotensão arterial

A hipotensão arterial é a queda súbita de pressão arterial quando a pessoa muda de posição ou levanta-se rapidamente.

Esse sintoma normalmente acontece devido à redução dos neurotransmissores, mas é preciso saber que existem também outros fatores para sua evolução, por exemplo

desidratação, sedentarismo ou uso de diuréticos e antidepressivos.

5. Constipação

O trato intestinal costuma tornar-se mais preguiçoso, resultando em um enorme desconforto no abdome, pois muitas pessoas sofrem com o sistema nervoso autônomo.

Por isso, é importante ingerir bastante líquido e ter uma dieta equilibrada, garantindo o bem-estar do “paciente”.

Entendeu melhor sobre Parkinson e sobre os seus sintomas? Esperamos que sim.

A doença de Parkinson pode parecer um pouco complicada de entender, mas na verdade não tem mistério nenhum e existem diversos tratamentos para amenizar as consequências.

Publicado em Site

Redes Sociais

Contato

  • (21) 2042-0500
  • (21) 98498-9839 whatsapp icon

Planos

  • RioCare Básico
  • RioCare Mais
  • RioCare Premium
  • RioCare Premium Mais
  • RioCare Baby
  • Plantões Flexíveis

Institucional

A RioCare Cuidadores Profissionais é uma empresa que visa promover a melhoria da qualidade de vida e do bem-estar do cliente assistido. Para isso, somos formados por uma equipe multidisciplinar que busca sempre traçar o melhor acompanhamento de modo a preservar o seu maior bem: sua família.